CAN 2010 – Resumo da 1ª volta


Acabou ontem a 1ª volta da Fase de Grupos do COCAN 2010 com 2 jogos realizados no belíssimo Estádio da Tundavala, na bela cidade do Lubango.

O campeonato iniciou-se de forma abrupta com a selecção angolana a perder-se no campo de futebol e, ao encontrar-se a vencer por 4-0 a selecção do Mali, facto que ninguém pensava poder acontecer contra a forte selecção do Mali que há menos de um ano venceu Angola pelos mesmos 4-0, se deixou empatar em pouco mais de dez (10!) minutos de jogo. Ficou a nação de boca aberta por dois dias. Contudo, é de salutar os setenta e tal minutos de jogo realizados por Angola onde demonstrou um futebol organizado, fluído e bastante superior ao que alguma vez se esperaria anulando completamente as acções da equipa maliana. Um empate com o sabor amargo da derrota.
Do outro jogo do grupo surgiu uma das surpresa desta primeira fase: a equipa malawi derrotou os teoricamente mais fortes argelinos por contundente 3-0. A Argélia apresentou no Estádio 11 de Novembro em Luanda, perante uma audiência quase nula, uma equipa partida, tecnicamente débil e sem qualquer fio de jogo.

No Grupo B em Cabinda realizou-se apenas um jogo no Estádio do Chiazi, após o afastamento da selecção do Togo obrigada a regressar ao país de origem pelo presidente do mesmo após o atentado. O Burkina Faso – Costa do Marfim resultou num empate a zero. O Burkina Faso, treinado pelo português Paulo Duarte, conseguiu controlar o ímpeto ofensivo da poderosa equipa da Costa do Marfim que, com jogadores como Drogba e Koné, metralhou a defesa contrária sem consequências. Acho que ficou por marcar um penalti logo no início do jogo sobre o Drogba, mas no final o resultado foi justo. Fica agora por ver a também poderosa selecção do Gana. Este seria o grupo da morte não fora a retirada do Togo que ainda quis voltar à taça mas viu os seus intentos negados pela CAF.

No Grupo C jogaram as equipas do Egipto, Moçambique, Benin e Nigéria no Estádio de Ombaka em Benguela. O jogo “chave” foi o Nigéria – Egipto, o actual campeão africano. As super águias começaram melhor marcando cedo, mas também cedo perderam o domínio do jogo e foram encostadas às cordas pelo Egipto. A selecção norte-africana provou porque é a defensora do título e mostrou como se ganha um jogo de futebol a este nível: pressionou, marcou até estar a ganhar, fez futebol de contenção retendo a bola o máximo possível e voltou a marcar em contra-ataque. É seguramente uma candidata ao título. No outro jogo Moçambique conseguiu uma “vitória” ao empatar com a selecção do Benin, claramente mais forte e organizada mas que se deslumbrou cedo demais.

Por fim o Grupo D com as equipas dos Camarões, Gabão, Zâmbia e Tunísia. Não tive oportunidade de ver o jogo Camarões – Gabão onde se verificou mais uma surpresa, a derrota de Eto’o e companheiros frente ao Gabão por 0-1. No outro jogo o resultado também não foi o que se esperaria com a selecção tunisina a demonstrar claras dificuldades de contenção do futebol zambiano a meio-campo e a consentir um empate. De ressalvar a presença dos vizinhos da Zâmbia que se deslocaram em peso ao estádio para realizar uma bela festa.

E foi assim… 😛 Mais notícias aqui… e “Aqui em Angola o mambo é assim, sou palanca negra até ao fim”. Boa sorte para hoje.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Nuvidades. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s