Do resto da minha vida


Terá que ser desta. Já ando com um autocolante de droga nas costas e já tenho parceiro para o exercício físico. Será este o primeiro dia do resto da minha vida.
Já experimentei deixar de fumar umas quatro ou cinco vezes. Nunca consegui mais do que nove meses. A última, e única vez, que experimentei os pensos de nicotina aguentei uma semana e depois em jeito de aposta fumei um cigarro. Não me senti mal e voltei a fumar (que estupidez!). Já o exercício físico… Nem me lembro quantas vezes me inscrevi num ginásio e depois desisti. Aparece sempre uma desculpa para se faltar um dia e depois nunca mais se segue com o programa. Agora não poderá haver desculpas, até porque a zona onde moro possibilita umas corridas cá fora.
Desta feita o objectivo é mais sério. Estou completamente em baixo de forma, a minha energia característica anda pelas ruas da amargura, estou a fumar mais de 20 cigarros por dia, … enfim, alguma merda terá que mudar urgentemente ou o meu pai vai-me bater. 🙂
O facto de ter arranjado um compincha para esta odisseia parece ser uma mais valia. Mais alguém alinha? 😉

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Pessoais e transmissíveis, Sonuridades. ligação permanente.

14 respostas a Do resto da minha vida

  1. Raquel diz:

    Boa, boa! Boa sorte aí no objectivo…

  2. engricky diz:

    Grazzi! Vou precisar de muita força. Ainda agora a seguir ao almoço… depois dum cafézinho e a ver o pessoal todo lá fora a bafurar. AAAAAAHHHHH!

  3. kianda diz:

    Força…fez agora a 3/Maio 12 anos que me deixei disso, e eram 2 maços por dia !!! Tudo melhorou 😉

  4. engricky diz:

    Vou na senda 😉

  5. gugu diz:

    Eu também desde que cheguei aos 30 decidi mudar de vida… Comecei a fazer um programa de exercício em casa muito baril (dum americano), mas bastante extremo e num mês e com a ajuda de uns suplementos botei em cima de mim 10 kg de músculo, agora é continuar e começar a abater mais banha. Quanto a deixar de fumar se estivesses por cá dava-te uma ajuda com as agulhas…

    Um abraço

  6. engricky diz:

    Agulhas? Se calhar vou mesmo nessa. Devo estar por aí no início de Junho e dou-te um toque.

  7. migas diz:

    Clap, clap, clap…A minha vénia! 😀 Chegas a velhinho… e depois inscrevemo-nos no mesmo lar! 😉

  8. Miguel A. diz:

    Por acaso também ando a precisar de deixar de fumar, mas enfim…

  9. engricky diz:

    Migas, vê lá se não trago umas agulhas…

    Miguel A., se precisares também te trago umas 😀

  10. gugu diz:

    ESpero ver-te em Junho então… Já sabes que fomos tocar a Coimbra ao Festival da Fan-Farra? Foi muito fixe estar com a maioria do pessoal da nossa geração e ver que há uma geração nova a levar as coisas para a frente…

    Um abraço

  11. miguel diz:

    Isso é tudo psic engricky. Nada mais. Força aí, estamos juntos! 😉

  12. kianda diz:

    ya … concordo com o miguel (boss…big…) , como te disse, fumava 2 maços e deixei de um dia pro outro (até hoje…uffffaaaaa) sem agulhas 🙂 que uso agora para curar uma dor de ombro ou trapézio ou quê …

  13. miguel diz:

    Há outras formas de curar esses mambos kianda. E sem agulhas! lololol

  14. engricky diz:

    Hummmm (Homer’s moan 😛 )… massaaaagens…
    Nos cabeça tá tudo bala!
    Ya Gu, já nos links que mandaste fiquei com essa imagem. Agora queria vê-la mesmo era ao vivo. Se tiverem alguma coisa marcada para o início de Junho avisa que eu meto na agenda (juntamente com as agulhas e a tatuagem que terei que fazer no parlour do Gémeo).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s